Com a intenção de estimular a população na prevenção e no diagnóstico ao câncer da pele, em 2014 a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) deu iniciou ao movimento de combate ao câncer da pele batizado “Dezembro Laranja”.
Este ano, o tema da Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer da Pele é “Se exponha mas não se queime”. A ação ganha destaque com o movimento Dezembro Laranja, que informa a população sobre as formas de prevenção com a adoção de uma série de medidas fotoprotetoras, e a procurar um médico especializado para diagnóstico e tratamento.

Entenda um pouco sobre o Câncer de pele.
O câncer de pele pode ter o aspecto de uma pinta, uma pequena alergia ou outras alterações benignas da pele. É fundamental ter o conhecimento da sua pele e saber em quais áreas existem esses sinais, isso fará toda a diferença na hora de detectar alterações potencialmente perigosas. Apenas o exame clínico feito por um dermatologista pode diagnosticar o câncer de pele.
“O Instituto Nacional de Câncer (INCA) estima para 2014 e 2015, que sejam diagnosticados 98.420 novos casos nos homens e 83.710 nas mulheres no Brasil.”

Como aplicar um fotoprotetor
O produto deve ser aplicado ainda em casa, e reaplicado ao longo do dia a cada 2 horas, se houver muita transpiração ou exposição solar prolongada.
É necessário aplicar uma boa quantidade do produto, equivalente a uma colher de chá rasa para o rosto e três colheres de sopa para o corpo, uniformemente, de modo a não deixar nenhuma área desprotegida.
O filtro solar deve ser usado todos os dias, mesmo quando o tempo estiver frio ou nublado, pois a radiação UV atravessa as nuvens.

Como escolher um fotoprotetor
Em primeiro lugar, devemos verificar se o produto apresenta FPS mínimo de 30, e também se o produto é resistente ou não à água.
O “veículo” do produto– gel, creme, loção, spray, bastão – também deve ser considerado, pois isso ajuda na prevenção de acne e oleosidade comuns.
Pacientes com pele com tendência a acne devem optar por veículos livres de óleo ou gel creme. Já aqueles pacientes que fazem muita atividade física e que suam bastante, devem evitar os géis, pois saem facilmente.

Regra ABCDE para o diagnóstico
Essa é uma metodologia indicada para facilitar o reconhecimento das manifestações do câncer de pele.
Você precisa ficar de olho nesses 5 aspectos físicos das suas pintas: Assimetria, Bordas, Coloração, Diâmetro e Evolução.
As pintas que você observa no seu corpo que são assimétricas, com bordas irregulares, mais de uma tonalidade de cor e o diâmetro ultrapassar os 6 milímetros, apresentam maiores chances de serem um câncer de pele.
É sempre importante acompanhar a evolução da pinta sob suspeita. Consulte um dermatologista no caso desses sintomas.

Medidas de proteção
– Usar chapéus, camisetas e protetores solares;
– Evitar a exposição solar e permanecer na sombra entre 10 e 16h (horário de verão);
– Na praia ou na piscina, usar barracas feitas de algodão ou lona, que absorvem 50% da radiação ultravioleta;
– Usar filtros solares diariamente, e não somente em horários de lazer ou diversão;
– Observar regularmente a própria pele, à procura de pintas ou manchas suspeitas;
– Consultar um dermatologista uma vez ao ano, no mínimo, para um exame completo;
– Manter bebês e crianças protegidos do sol. Filtros solares podem ser usados a partir dos seis meses.

A prevenção e a proteção são, na verdade, um conjunto de atitudes
Use protetor solar diariamente.
Evite se expor ao sol. Use camiseta.
Evite o sol entre às 10h e às 16h.
Utilize óculos de sol todos os dias.

Fonte : Sociedade Brasileira de Dermatologia
Mamed – INCA