Fototerapia capilar

Um poderoso aliado contra a queda de cabelo

Foco de diversos estudos científicos internacionais, a A LEDterapia, ou fotobiomodução, seria o uso da luz vermelha ( 660 nm) com parâmetros específicos, que penetrada no couro cabeludo, gera um aumento da energia e nutrientes, otimizando o desempenho das funções das células.

A LEDterapia está indicada para a maioria dos casos de queda, afinamento, perda do brilho, da força ou piora da aparência dos fios de cabelo. É indicado também na queda progressiva hereditária dos homens, na pós-menopausa, nas quedas pós-parto, pós-cirurgia bariátrica, pós-quimioterapia, pós cirurgia de implante capilar ou em homens e mulheres que queiram melhorar a qualidade e aparência dos cabelos. O objetivo é interromper a queda, recuperar os fios que ainda não atrofiaram completamente, fazer os cabelos fracos crescerem mais fortes e engrossar os fios normais.

O aparelho utilizado na clínica é o Capellux i9 profissional, que possui 204 LEDS em potência máxima. As sessões tem duração de 15 minutos e quantidade recomendada no tratamento varia de acordo com a indicação médica. Esse aparelho é de uso exclusivo no consultório médico. Por ser uma terapia complementar, fará parte de um protocolo individualizado prescrito para o paciente em consulta.

Quem pode fazer a fototerapia capilar?

  • Mulheres no pós-parto
  • Homens com alopecia androgenética
  • Pacientes com eflúvio telógeno
  • Mulheres na menopausa
  • Pacientes pós-cirurgia bariátrica
  • Pacientes pré e pós transplante capilar.

Como age a fototerapia capilar?

A fotobioestimulação do couro cabeludo leva a liberação de óxido nítrico, que aumenta a circulação local, aumentando o aporte de nutrientes para as células que participam da formação do cabelo. Além disso, há aumento da produção de fatores de crescimento capilar e ação anti-inflamatória, que protege o couro cabeludo da seborréia e de outros problemas inflamatórios.

Quais as contraindicações?

A fototerapia capilar não é indicada para pacientes gestantes ou que tenham processo infeccioso ativo ou processos carcinogênicos no couro cabeludo.

Quantas sessões são necessárias?

O seu médico vai elaborar um protocolo de tratamento, que inclui outros recursos além da fototerapia capilar e indicar quantas sessões semanais são necessárias para cada caso. Já que existe um ciclo de crescimento capilar, é esperado que os primeiros resultados surjam após 3 meses de tratamento.

WhatsApp Nos chame no WhatsApp!